sábado, 9 de dezembro de 2017

GENERAL MOURÃO É AFASTADO POR FALAR A VERDADE!


Em razão das críticas feitas ao presidente Michel Temer, o general Antonio Hamilton Martins Mourão foi afastado da chefia da Secretaria de Economia e Finanças do Exército. Em palestra dada na quinta-feira no Clube do Exército, em Brasília, Mourão afirmou que Temer vai conduzindo seu mandato aos trancos e barrancos, se equilibrando graças a um balcão de negócios...

Ele é o mesmo general que, em setembro, já tinha citado a possibilidade de o Exército "impor" uma solução para crise política brasileira...

Na palestra, intitulada "Uma visão daquilo que nos cerca", o general destacou que falaria a opinião dele. "Estamos, Exército, Marinha e Aeronáutica, atentos para cumprir a missão".

"Ou as instituições solucionam o problema político, pela ação do Judiciário, retirando da vida pública esses elementos envolvidos em todos os ilícitos, ou então nós teremos que impor isso"... disse Mourão em setembro.

Confesso que simpatizo com a opinião de muitos patriotas, de que poderia haver sim uma intervenção  e não golpe. Nesse caso o Congresso Nacional poderia ser fechado, ou os parlamentares atuais seriam afastados de seus cargos públicos, bem como novos moldes para inovar o Executivo, o Legislativo e, em especial, o Judiciário.

Afinal do jeito que estão os Poderes da República se torna impossível pactuar, e me desminta quem for capaz!


REAGE BRASIL!

Fonte: Globo.com

sexta-feira, 1 de dezembro de 2017

INTERVENÇÃO MILITAR SÓ COM APOIO POPULAR!


O povo esclarecido e bem informado, anda cada vez mais decepcionado com os políticos e sua forma de conduzir o Brasil e sente saudade de uma administração mais séria e realmente voltada para a coletividade. 

E por mais que a mídia comprada tente esconder, sabe muito bem que, graças aos militares, fomos poupados de ver no Brasil o terror e todas as demais atrocidades que viveram os países submetidos aos regimes socialistas-comunistas.

Confesso que simpatizo com a opinião de muitos patriotas que poderia haver sim uma intervenção  e não golpe. Nesse caso o Congresso Nacional poderia ser fechado, ou os parlamentares atuais seriam afastados de seus cargos públicos, bem como novos moldes para inovar o Executivo, o Legislativo e, em especial, o Judiciário.

Diferente de 1964 à 1985 que visavam mais o risco do comunismo, os militares agiriam em favor do povo, que não aguenta mais tanta corrupção, impunidade e altíssimos salários de agentes públicos e políticos, entre outras imoralidades... 

O controle militar se daria por alguns meses ou poucos anos, de forma que a situação voltasse ao controle, e o povo brasileiro tivesse sido atendido em suas exigências; com o Brasil voltando a crescer dentro da ética, da ordem e do progresso!

Afinal do jeito que estão os Poderes da República se torna impossível pactuar, e me desminta se puder!


REAGE BRASIL!

quarta-feira, 29 de novembro de 2017

SEM APOIO POPULAR A LAVA JATO MORRE!


"Um grande número de parlamentares atuam contra o aprimoramento das instituições e essa composição atual do Congresso Nacional não tem perfil para aprovar reformas contra a corrupção"! Palavras do procurador do Ministério Público Federal, Dalton Dallagnol.

Também afirmou que "as eleições de 2018 serão a BATALHA FINAL CONTRA A CORRUPÇÃO", ao defender a eleição de políticos comprometidos com a democracia e com a luta contra a impunidade e corrupção, e acrescentou: "A alternativa é , já que a maioria do Congresso não quer aprovar essas reformas, colocar lá pessoas que aprovem, e nisso 2018 representa um marco"!

A lista de abusos do poder econômico é extensa e vimos nos últimos anos no que essas práticas resultaram. 
No entanto, muitos políticos e boa parte da mídia, além de eleitores apáticos, que parecem que ainda não compreenderam a mudança de paradigma promovida pela operação Lava Jato, que desnudou todo esse universo de ações criminosas.

E muita atenção: 
Se mantivermos esse Congresso, a Lava Jato vai morrer e para que isso não venha a ocorrer, vamos depender exclusivamente dos eleitores brasileiros; e sem esse apoio, nada vai mudar nesse país!


REAGE BRASIL!

Fonte: República de Curitiba.

terça-feira, 7 de novembro de 2017

SUPREMO TRIBUNAL DA DESONRA...DO VEXAME!


NÃO DEIXE DE LER. ESPETACULAR, FORTALECEDOR.
De  Marcelo Rates Quaranta - Publicado por Ulisses Candreva em 07/11/2017.

” Eu Quero Agradecer, Em Meu Nome E Em Nome De Todas As Pessoas Comuns, Cidadãos Simples Do Meu País Como Eu, Pelas Últimas Decisões Tomadas Pelo Nosso Egrégio Supremo Tribunal Federal.

Sim, O Supremo Fez De Nós Pessoas Melhores Do Que Pensávamos Ser.

Quando Olhávamos Aqueles Ministros Sob Suas Togas, Com Passos Lento E Decididos, Altivos, Queixos Erguidos, Vozes Impostadas Ditando Verdades Absolutas E Supremas, Envoltos Numa Aura De Extrema Importância E Autoridade, Nos Sentíamos Pequenos, Minguados E Reles Plebeus Diante De Uma Corte Que Beirava O Sublime, O Inatingível E O Intangível.

Com Essas Decisões O Supremo Conseguiu Fazer Com Que A Minha Percepção Sobre Mim E Sobre Nós, Mudasse. Eles Não São Deuses. São Pessoas Tão Pequenas E Tão Venais, Que Qualquer Comparação Que Eu Faça De Mim E De Nós Em Relação A Eles, Seria Desqualificar-Nos A Um Nível Abissal.
Tudo Aquilo É Fantasia, Tudo Aquilo É Pose E Tudo Aquilo Não Passa De Um Teatro, Mas Nós Somos Reais.

Foi Aí Que Eu Vi O Quanto Somos Mais Importantes Que Eles! Enquanto As Divindades Supremas Encarnam Seus Personagens De Retidão E Lisura, Mas Com Suas Decisões Abduzem A Moral E Destroem O País (E De Quebra A Reputação Do Judiciário), Nós Brasileiros Comuns E Sem Toga Trabalhamos Arduamente Dia E Noite Para Construir O País, Ou Pelo Menos Para Minimizar Os Danos Que Eles Provocam.

Então… Como É Que Um Dia Eu Pude Vê-Los Como Sendo Superiores A Nós? Eu Estava Enganado. Nós Somos Muito Superiores A Eles, Mesmo Sendo Zés, Joãos, Marias, Desde O Pequeno Ambulante Ao Médico Ou Engenheiro. Nós Somos As Verdadeiras Autoridades, Porque Nossa Autoridade Não Foi Conferida Por Um Político Malandro Capaz De Tudo Com Uma Caneta. Nossa Autoridade Nos Foi Dada Pela Nossa Força De Continuar Tentando Fazer Um Brasil Melhor.

Fico Sinceramente Com Pena É Dos Advogados, Que São Obrigados A Chamar Esses Ministros De Excelência, Ainda Que Com A Certeza De Que Não Há Excelência Alguma Nos Serviços Que Eles Estão Prestando À Nação. Acho Que Deve Ser O Mesmo Sentimento De Ser Obrigado A Chamar O Cachorro Do Rei De “My Lord”.

Agora Eu Sei O Quanto Somos Bem Maiores Que Eles, Mesmo Sem Aquelas Expressões Em Latim E Doutrinas Rebuscadas Cheias De Pompas E Circunstâncias, Que No Final Significam Apenas Passar Perfume Em Merda.
Se Há Alguém Realmente Importante No Brasil, Esse É O Excelentíssimo Povo Brasileiro, Que Apesar De Tudo É Obrigado A Sentir O Mau Cheiro Que Vem Da Grande Corte, E Mesmo Com Náuseas E Ânsia De Vômito, Tem Que Acordar Às 5 Da Manhã Pra Fazer Aquilo Que Eles Não Fazem: Produzir.

Obrigado, Supremo, Por Nos Mostrar Que Hoje O Rei Sou Eu E O Meu Povo”

Publicação e colaboração de Ulisses Candreva:

Quando iniciamos uma faculdade de Direito temos como meta, uma boa formação, um inicio de carreira promissor, passar em um concurso da Magistratura e chegando ao ápice da carreira, sonhar com a altivez, seriedade, conhecimento jurídico e sobriedade que transpassa ao visualizarmos ministros das altas cortes falando com ar de autoridade e justiça.
Infelizmente, nos últimos anos, com as atitudes e as decisões tomadas por esses ilustres "guardiões da Constituição", seus depoimentos, sua maneira de se portar perante o público e pelo "trabalho" que desenvolvem em relação a verdadeira justiça, tenho a absoluta certeza de que estarei sempre suplicando a Deus que me permita terminar a carreira jurídica como um simples, bom, honesto e justo ADVOGADO!

REAGE BRASIL!

quinta-feira, 2 de novembro de 2017

DESABAFO DE UM POLICIAL...


"Eu Policial de folga, observava atento quando o algoz se aproximara da pobre vítima...
O meliante sacou a arma e anunciou o roubo.

Logo que vi, meu tirocínio de policial me mandou agir, PORÉM, lembrei do Ministério Público, da Sociedade que me condena, da minha família que espera por mim, quando decidi NÃO agir. 

A pobre mulher assustada nem tentou reagir ao assalto e sequer teve reação.
O bandido (vítima da sociedade opressora), sem motivos e mesmo em posse do bem, disparou contra a pobre mulher, tirando-lhe não somente a vida, como também os sonhos dela... A pobre coitada já caiu desfalecida, o ladrão levou sua moto, a vida e os sonhos daquela mulher...

Não reagi, liguei 190 e passei a bomba para quem tava de serviço, afinal, é isso que o Estatuto determina que eu faça!

Fui para minha casa, fui recebido por minha esposa e filhos.

O Ministério Público não alegou que eu fui truculento ao reagir ao roubo praticado por uma "pobre vítima da sociedade que roubara para comer", a OAB não emitiu nota em meu desfavor, minha arma não ficou apreendida para perícia, não gastei minha munição (que custa 10 reais cada), a Comissão de Direitos Humanos não emitiu depoimento contra mim e a Mídia Lixo sequer noticiou a morte da pobre inocente vítima de latrocínio, pois isso não dá Ibope, o que dá ibope é polícia matando "vítimas da sociedade" (Bandido). Eu estava lá, mas foi como se não estivesse.

O PROBLEMA SERÁ QUANDO TODO POLICIAL COMEÇAR A AGIR ASSIM. 
Aí o caos se instaurará, e o mal causado pela escuridão fundamental verdadeiramente aparecerá" !

Desabafo de um profissional que faz parte de uma Instituição que quando perto incomoda e quando longe faz muita falta: O POLICIAL

De: Claudio Juchem  Publicado por Fábio Figueiredo
Enviada em: quinta-feira, 2 de novembro de 2017 23:53

Na realidade, a vida dos policiais no Brasil vale menos que a dos bandidos.
Está na hora de apoiar, defender e valorizar a ação dos policiais que colocam em risco a própria vida para garantir a segurança da sociedade.

Lembrando: Nas próximas eleições vamos fazer a limpeza no Congresso Nacional eliminando os políticos corruptos e investigados na Lava-Jato: 
EM 2018 - REELEIÇÃO ZERO!


REAGE BRASIL!

segunda-feira, 23 de outubro de 2017

TEMOS ESCOLHAS - AINDA DÁ TEMPO!


"O objetivo da operação é colocar pessoas poderosas debaixo da lei, mas há um problema: elas fazem as leis". A opinião é do procurador da República Deltan Dallagnol, coordenador da força-tarefa da Lava Jato em Curitiba.

Para Dallagnol, o foro privilegiado dificulta investigações contra políticos, já que o dispositivo constitucional permite que somente o Supremo Tribunal Federal autorize investigações contra deputados, senadores, ministros de Estado e o presidente da República.

A Operação Lava Jato, não tem avançado sozinha, mas com o apoio da sociedade, e, para a Força Tarefa, foi o povo que sustentou a investigação até hoje e, nessa dimensão, ela se trata de um patrimônio nacional. 
O desafio é manter o apoio da sociedade.

Nossas esperanças para o sucesso da Lava jato é sabermos que "Entidades da sociedade civil estão trabalhando num grande pacote anticorrupção que aproveita grande parte das 10 Medidas e vai além, propondo melhorias na transparência, nas licitações, no sistema eleitoral, nas regras legais e éticas e na educação de crianças e jovens. 

Outras entidades estão se unindo para fazer em 2018 uma grande campanha anticorrupção. A iniciativa parte do pressuposto de que é importante filtrar, dentre os candidatos, aqueles que tenham um compromisso claro com a causa anticorrupção. Se tiver sucesso, essa campanha será uma forma de proteger a própria Lava Jato. 
Com uma renovação significativa do Congresso, grande parte dos interessados em esvaziá-la não estará mais lá a partir de 2019".

Resumindo o que temos: 

1. Intervenção Militar!  
OU
2. Apoio ativo e efetivo à Operação Lava Jato e pressão no Congresso Nacional e ao STF para que se evitem politicagens costumeiras a favor da impunidade e da corrupção!
OU
3. Colaborar com a Lava Jato e escolher novos políticos à partir de 2018, que "verdadeiramente" podem e querem combater a corrupção!

Não vejo outro caminho!


REAGE BRASIL!

terça-feira, 3 de outubro de 2017

STF SEM CREDIBILIDADE!


"O Supremo Tribunal Federal Brasileiro, deixou de ser uma Corte Constitucional Suprema, para ser uma Corte Suprema politica em defesa de políticos corruptos e ladrões com foro privilegiado"?

Em 2017, o Índice de Confiança na Justiça Brasileira, medido pela FGV Direito SP, foi de apenas 24%. Não só muito baixo como 5 pontos abaixo do índice de 2016.

A Lava Jato nesse contexto de corrosão institucional, constitui um ponto totalmente fora da curva, porque ela é que está impondo a submissão dos poderosos, acuando-os para que prestem contas das suas irregularidades e dos seus ilícitos. 

Os números que se apresentam no STF, evidenciam um Tribunal (pela sua leniência, morosidade, falta de estrutura, bulimia etc.) que ainda não se desvencilhou das armadilhas institucionais impostas pelas elites/oligarquias econômicas e políticas.

A realidade dos números nos revela que hoje temos dois sistemas judiciais no país (neste campo do controle da corrupção das elites/oligarquias): o do MORO e o da MOROsidade (STF). 
O interesse manifestado por praticamente todos os políticos de ficarem na jurisdição do STF, como se vê, não se deve apenas à “morofobia”, sim, sobretudo, à “morosidadefilia”.

Os efeitos desastrosos dessa macabra realidade, tira a credibilidade do STF e gera desconfiança generalizada nos seus membros, ponto que é agravado sobremaneira pela forma presidencialista de nomeação deles.


A maioria do povo brasileiro apoia o juiz Sérgio Moro conforme pesquisas de institutos confiáveis e vendo o STF agir desta forma, dando privilégios aos presos e indo contra Moro, o povo pode se revoltar e novamente tomar às ruas contra a corrupção.

Volto a insistir e concordar com a frase do General Hamilton Mourão: 
“Até chegar o momento em que ou as instituições solucionam o problema político, pela ação do Judiciário, retirando da vida pública esses elementos envolvidos em todos os ilícitos, ou então nós teremos que impor isso.”

REAGE BRASIL.

Fonte: 
Ciro Novaes - cronista político e
Quero um Brasil Ético (Luiz Flávio Gomes).